Artigo escrito

  • em 23.08.2010
  • às 06:54 PM
  • por sebraerj

Como calcular o valor do pró-labore de cada um dos sócios de uma empresa? 58

ago23

Quem monta um negócio e se dedica a esse negócio, precisa obter daí o seu sustento. As necessidades pessoais e de sua família serão satisfeitas através de um valor que o empreendedor irá retirar de sua empresa.

A famosa retirada pró-labore serve, portanto, para satisfazer as necessidades pessoais do empreendedor, dos sócios investidores que se dedicam ao negócio.

prolabore
Há certa confusão quando falamos em retiradas e distribuição de lucros, pois às vezes um sócio investidor não dedica tempo algum na administração da empresa. Neste caso ele deveria ter apenas a participação nos lucros de acordo com a participação deste no capital da empresa, e a distribuição desses lucros deverá ser planejada para evitar descapitalizar o caixa.

Mas em relação aos sócios que dedicam tempo para a empresa, devem obter desta um valor para satisfazer suas necessidades, como já falamos, uma retirada pró-labore.

Mas como definir esse valor? Segue duas dicas de definição do valor da tal retirada:

1ª) faça uma relação de suas despesas pessoais, os gastos de “casa” e da família, no caso de ser você a única fonte de renda da família. No caso de haver outra pessoa que contribua na renda familiar faça uma divisão das despesas gerais e veja qual a sua parcela de responsabilidade pelos gastos gerais. Compare os valores do mês atual com os últimos seis meses e defina um valor médio. Se for o caso, estabeleça uma média anual, pois existem despesas que acontecem apenas no começo do ano, como materiais escolares, por exemplo.

2ª) defina a sua função na empresa, por exemplo, você desempenha a função de um gerente de compras e produção ou de vendas e administrativo. Analise suas principais atribuições no negócio, pois a tendência é você concluir que é um gerente de tudo, mas na verdade você se dedica mais a uma função do que à outra. Após essa conclusão, pense que se você tiver que se ausentar do negócio, qual o salário de um substituto? Quanto valeria no mercado de trabalho um gerente ou administrador para exercer as suas funções? Você pode consultar empresas de recrutamento e seleção para apurar essa informação. Pode ainda consultar alguns grandes jornais que possuem suplementos ou cadernos específicos que trazem valores médios de salários do mercado de trabalho.

Mas segue um alerta! Uma vez definido o valor da retirada pró-labore, é necessário avaliar se a empresa gera recursos para que o empreendedor possa realizá-la.

Como essa retirada servirá para satisfazer as necessidades dos empreendedores, e tais necessidades não variam de acordo com as vendas da empresa, ela deve ser considerada uma despesa ou um gasto fixo. Isso quer dizer que independentemente do volume de vendas os empreendedores deverão ter suas retiradas periódicas, pois precisam delas para suas despesas pessoais, ou seja, para sobreviver.

Como já falamos, o importante é saber se a empresa possui vendas suficientes para arcar com tais gastos, e, se não, atitudes deverão ser tomadas, ou de redução dos valores de retiradas (o que significa mudar seu estilo de vida ou os gastos familiares) ou de aumento nos volumes de vendas (que significa mudança nas estratégias adotadas pela empresa). Seja qual for a atitude a ser tomada, será necessários algum sacrifício, ou do empreendedor ou da empresa.

———————————————————
Sobre o autor: Rosendo de Sousa Júnior é consultor do financeiro do Sebrae/SP

Acompanhe os comentários via RSS

Existem 58 comentários para este assunto

  1. Rosangela moreira macedo disse:

    Boa noite
    fique satisfeita,com sua resposta,espero que tenha ajudado outras pessoas,mais ainda tenho outras perguntas, pra fazer mais por ,enquanto agradeço desde já um abraço

  2. Rosangela moreira macedo disse:

    Como posso fazer pra legalizar o meu negocio se eu não tenho uma renda suficiente pra sustenta,tem que ter uma renda de quanto mais ou menos. um abraço

  3. vanessa disse:

    Adorei essa explicaçao. muito satisfeita

  4. José Raimundo Filho disse:

    Boa noite, Aurilene Alves, Eu sou empreendedor Individual mas as vezes as contas do mês não fecham e ficam no vermelho. Verifique as idas e vindas do salão de beleza, a diversão. Se possível reduza em 50% por cento. Esse é o mundo dos empreendedores.

  5. Rosange Conrado disse:

    Tenho uma empresa, (salao de cabelereiro) a dois meses fiz uma sociedade , que são pai e filho , por enquanto a empresa está dando lucro, só que como eu tinha dividas e eles também ,anteriore das nossas empresa, não sobra nada para mim do que ganho trabalhando como cabelereira , e um dos socios, que é mais velho pensando na sua aposentadoria, que investir todo o lucro na empresa, isto é correto, pois tenho dividas , e não estou conseguindo suprir os meus compromissos pessoais, e nem as da minha empresa anterior a sociedade, porque eles vieram para o meu espaço ,eu desativei o meu cnpj, e entrei no cnpj deles, preciso de uma soluçao que seja bom para ambas as parte.

    Grata Rosangela Conrado

  6. andrea souza d silva. disse:

    Obrigado pelo artigo,bem explicado, vou começar botar em pratica.

  7. LÉO MAIA disse:

    Empresario retirou-se da sociedade em 10/08/2014, vendendo sua participação na empresa bem como a responsabilidade pela administração e outras atribuições pela qual fazia jus ao pro labore, me duvida é a seguinte ele poderia ter recebido este 10 dias do mês de agosto proporcionais (pro labore).

  8. sara disse:

    tenho um atelie de costura e muita experiencia e estou pensando em fazer uma sociedade onde o socio entra com o capital e vendas, a minha parte sera a compra a produçao e o gerenciamento. Como deve ser a divisao de lucros?

Por favor, sinta-se livre para comentar

* campos obrigatórios

Assuntos mais buscados

Administração de recursos humanos Administração do tempo Atendimento ao cliente Capital de giro Comércio eletrônico Comércio eletrônico para micro e pequens empresas Crédito Custos Empreendedor individual Empreendedorismo Estratégia Faturamento Finanças Franquia Gestão de estoques Gestão de pessoas Gestão do conhecimento Gestão empresarial Informática Inovação Internet Legislação trabalhista Lucro Mão de obra Marketing Meio ambiente e sustentabilidade Mercado Negociação Pesquisa de mercado Planejamento Plano de negócios Podcast Precificação Produtividade Propaganda Publicidade Qualidade Responsabilidade Social Tecnologia Tendência Tratamento tributário Tributos Vídeo Varejo Vendas